falecom@consecti.org.br
(61) 3702-1740

É obrigatório ao Governo ter uma estratégia para dados e inteligência artificial - Consecti

É obrigatório ao Governo ter uma estratégia para dados e inteligência artificial - Consecti

Notícias
13 junho 2024

É obrigatório ao Governo ter uma estratégia para dados e inteligência artificial

A secretária adjunta de Governo Digital, Luanna Roncaratti, destacou a importância do uso de dados para a inovação e uma melhor prestação de serviços públicos digitais durante evento paralelo do G20 organizado pela Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), em São Luís, no Maranhão (MA). Roncaratti representou o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI).

Para Roncaratti, é necessário que o uso de dados e eventualmente de tecnologias emergentes, como Inteligência Artificial (IA), estejam integrados a um arcabouço robusto de governança de dados. “Os dados são o combustível que alimentam a IA e muitas outras aplicações, e a sua gestão e governança são essenciais para garantir a privacidade, a segurança e o respeito pela diversidade social, racial, cultural, linguística e geográfica”, explicou.

Durante sua fala, a secretária adjunta defendeu que estabelecer padrões éticos e claros para a coleta, armazenamento e utilização de dados é importante para construir um ambiente de confiança que incentiva a inovação e, ao mesmo tempo, protege os direitos individuais.

No evento, Roncaratti também apresentou os avanços desse processo no Brasil. “Recentemente, a secretaria lançou o Modelo de Maturidade de Dados, com o objetivo de auxiliar os órgãos federais a avaliar e melhorar sua governança e gestão de dados”, acrescentou.

O governo brasileiro também elaborou uma Política de Governança de Dados, que será voltada para todos os órgãos do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação (SISP). Segundo a secretária adjunta, com base nos resultados da avaliação do Modelo de Maturidade de Dados e nas diretrizes da Política de Governança de Dados, os órgãos federais poderão planejar sua estratégia de dados e estabelecer objetivos de longo, médio e curto prazo.

No âmbito do G20, o Ministério da Gestão está trabalhando para elaborar a primeira versão de um compêndio sobre o acesso a dados com as experiências práticas de todos os países membros e convidados do G20. Esse documento destacará as iniciativas nacionais, os principais facilitadores e oportunidades e os desafios enfrentados pelos países.

Fonte: Convergência Digital com informações do MGI