falecom@consecti.org.br
(61) 3702-1740

Startup20 no Amapá: delegações conhecem acervo científico, tecnológico e cultural de instituições de ensino e pesquisa do estado - Consecti

Startup20 no Amapá: delegações conhecem acervo científico, tecnológico e cultural de instituições de ensino e pesquisa do estado - Consecti

Giro nos estados
29 fevereiro 2024

Startup20 no Amapá: delegações conhecem acervo científico, tecnológico e cultural de instituições de ensino e pesquisa do estado

Depois de vários debates e trocas de experiências sobre inovação, tecnologia e sustentabilidade, as delegações que participaram do Startup20 no Amapá conheceram nesta segunda-feira, 26, cinco instituições de pesquisa e ensino amapaenses e mergulharam na cultura amapaense nas visitas técnicas organizadas pelo Governo do Estado.

Durante as visitas técnicas guiadas, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer, de perto, parte de todo o acervo científico, tecnológico e sustentável produzido, exclusivamente, por instituições amapaenses, entre elas, Museu Sacaca, Universidade Federal do Amapá (Unifap), Instituto Federal do Amapá (Ifap), Embrapa e Senai.

O evento internacional, inédito no Brasil, reuniu autoridades e representantes de vários países para debater alternativas inovadoras para o planeta. O encontro foi promovido pela Associação Brasileira de Startups (Abstartups) em parceria com o Governo do Amapá e o Sebrae. A programação de quatro dias contou com painéis, palestras, debates, além de evidenciar os empreendedores do estado.

No Museu Sacaca, que é gerenciado pelo o Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (Iepa), oferece uma variedade única de atrações que destacam a cultura, a história e a biodiversidade do estado.

Para a ocasião, o Iepa preparou uma experiência imersiva sobre a fauna e flora amazônica, as tradições indígenas e conheceram réplicas de habitações tipicamente tucujus como a Casa do Castanheiro e a Casa da Farinha, além dos viveiros de animais e do jardim botânico.

“Com esta oportunidade maravilhosa realizada pelo Governo do Amapá, o Iepa e o Museu Sacaca tiveram como objetivo principal mostrar aos visitantes as nossas pesquisas, a nossa cultura e o modo de vida do nosso povo”, explicou André Abdon, diretor-presidente do Iepa.

Para a pesquisadora e fundadora da startup sul-africana Igugu Clean Tech, Zimhle Ngidi, de 34 anos, participar do Startup20 e conhecer mais sobre os trabalhos científicos e tecnológicos e a cultura do Amapá foram muito importantes para tecer futuras parcerias. A empresa criada por ela produz combustível sustentável a partir do refino de óleo vegetal virgem.

“A Agência de Tecnologia e Inovação da África do Sul foi quem nos enviou para o Amapá com a intenção de conhecer como funciona o ecossistema amapaense de startups e aprender mais sobre a cultura para desenvolver as startups nos dois países de forma cooperada”, destacou a pesquisadora sul-africana.

Com vocação natural para promover o crescimento e desenvolvimento de startups, o Sebrae Amapá terá um papel fundamental para concretizar as parcerias e cooperações que surgirem após o Startup20.

“Foi uma jornada muito árdua organizar e realizar este grande evento, mas já percebemos que foi um sucesso total no final. Tenho certeza que muitos negócios vão nascer e outros tantos vão se fortalecer a partir do momento único que foi o Startup20 no Amapá”, destacou Josiel Alcolumbre, presidente do Sebrae no Amapá.

 

De acordo com a Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (Setec), encerrar o encontro do Startup20 com visitas técnicas das delegações foi uma estratégia que cumpriu o seu papel com êxito, pois mostrou aos participantes como as instituições de pesquisa e ensino do estado têm contribuído para o desenvolvimento amapaense.

“Ao sediar o Startup20, a gente não poderia deixar de apresentar às delegações participantes um pouco dos nossos principais centro de pesquisa, que há anos vêm ajudando o estado a se desenvolver, contribuindo para a geração de conhecimento, a formação de recursos humanos qualificados e o estímulo à inovação. As visitas foram uma grande oportunidade para cada instituição ampliar as suas conexões e impacto com pesquisadores e investidores de todo o mundo”, destacou Edivan Andrade, gestor da Setec.

Fonte: SETEC AP