falecom@consecti.org.br
(61) 3702-1740

Sedecti e Instituto Nacional de Tecnologia discutem apoio a projetos de inovação para o Amazonas - Consecti

Sedecti e Instituto Nacional de Tecnologia discutem apoio a projetos de inovação para o Amazonas - Consecti

Giro nos estados
23 novembro 2022

Sedecti e Instituto Nacional de Tecnologia discutem apoio a projetos de inovação para o Amazonas

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), recebeu nesta terça-feira (1º/11), a visita da diretora do Instituto Nacional de Tecnologia (INT), Iêda Caminha, para fortalecer parceria de apoio ao desenvolvimento de projetos com foco em bioeconomia e articulação para certificação de produtos orgânicos, entre outros que fortaleçam o Polo Industrial de Manaus (PIM) e incrementem novos vetores econômicos para o estado.

Segundo o secretário executivo da Sedecti, Valdenor Cardoso, a visita de Iêda Caminha é fruto da viagem que o executivo de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Luiz Herval, fez à sede do INT, no Rio de Janeiro, para conhecer o trabalho realizado por uma das unidades de pesquisa mais importantes do País.

“As ações que o instituto acumula e desenvolve, há anos, são espetaculares. Como, por exemplo, a certificação orgânica, o empreendedorismo na bioeconomia. Daí a necessidade de buscarmos essa parceria virtuosa, de sorte a chegarmos junto para aprender, nos credenciarmos, interagirmos”, reconhece Cardoso.

De acordo com o executivo é possível vislumbrar, inclusive, o aporte de recursos com o próprio INT ou com outros órgãos, que ele capta, para apoiar o Estado do Amazonas na execução da Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I), tão necessária na capital e no interior.

“Por isso a iniciativa do nosso titular, Angelus Figueira, para que Herval fosse até o instituto. A perspectiva é no sentido de implementar no interior projetos voltados à bioeconomia, por exemplo. E a diversificação da economia passa necessariamente pelas ações que o instituto acumula”, completou.

Durante a reunião, a diretora Iêda Caminha, que tem uma forte ligação com o Amazonas, pois nasceu no Rio de Janeiro, mas morou muitos anos em Manaus, onde estudou na antiga Escola Técnica Federal do Amazonas (atual Ifam), e se formou em Química Industrial, colocou à disposição do Governo do Amazonas toda a infraestrutura do INT para quaisquer serviços tecnológicos ou projetos nas áreas de competência da instituição.

“Temos 21 laboratórios e um Centro de Caracterização em Nanotecnologia, disponíveis para apoiar as indústrias do Polo Industrial de Manaus (PIM), dentro das nossas áreas que são tecnologia química, tecnologia de materiais e engenharia de produtos e processos”, detalhou.

O Instituto Nacional de Tecnologia (INT), é uma unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), voltada à pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) e à prestação de serviços tecnológicos, em temas estratégicos para o Brasil.

Fonte: SEDECT AM